Após desabafo, Edson Ratinho deixa o Santa Cruz

PUBLICIDADE

Dois dias depois do forte desabafo após o empate em 1 a 1 contra o Lagarto, pela última rodada da fase de grupos da Série D, o lateral-direito Edson Ratinho foi demitido do Santa Cruz. A decisão foi oficializada hoje, na reapresentação do elenco coral. No último domingo, o jogador se manifestou sobre, reforçou o compromisso com o clube e indicou que não pediria demissão. Coube, então, à diretoria encerrar o vínculo.

FPF solicita VAR e arbitragem de fora para os jogos entre Retrô e Santa Cruz na Série D
A entrevista dada por Ratinho, de fato, não foi bem vista no Arruda. Com críticas às condições de trabalho dadas pelo Santa, o jogador protestou contra os salários atrasados e direcionou reivindicações à diretoria, de forma direta. Ciente do alcance que teria suas palavras, o lateral citou a probabilidade de uma demissão, mas manteve discurso e disse que não ficaria calado. O clima ficou insustentável.

Em resposta ao atleta, ainda que sem citar nomes, o presidente coral Antônio Luiz Neto disse que “quem joga no Santa Cruz tem que ter respeito”. Discurso compartilhado, também, pelo técnico Marcelo Martelotte, que reforçou, ainda, que “não vai segurar jogador insatisfeito no Santa Cruz”.

Do Esportes DP. Foto: Santa Cruz

PUBLICIDADE