Zagueiro Adryelson rescinde com o Sport na Justiça e está liberado para fechar com outros times

PUBLICIDADE

O zagueiro Adryelson não tem mais vínculo com o Sport. Nesta segunda-feira, a Justiça do Trabalho publicou a rescisão do contrato do jogador com o Leão, autorizando o defensor a assinar com qualquer equipe e solicitando que o Sport emita a liberação dos direitos federativos.

“Visando à redução dos prejuízos que poderão advir face à demora de uma decisão final, com o trânsito em julgado do presente pleito, requer que, em sede de antecipação de tutela, se digne Vossa Excelência, liminarmente, determinar que o atleta possa livremente exercer sua atividade de futebolista profissional junto a qualquer outra agremiação esportiva, uma vez que ele se encontra profundamente prejudicado, sofrendo com a desídia e inadimplementos do Reclamado”, diz trecho da decisão.

O Sport tentou uma reunião para chegar num acordo, mas a audiência, realizada na 16ª Vara do Trabalho do Recife, não terminou com um denominador comum entre as duas partes envolvidas na história.

Adryelson esteve na audiência junto com o advogado Giovanni Kurle. O Sport fez uma proposta de acordo, mas os valores foram considerados muito abaixo da pedida, de acordo com o empresário do atleta, Eduardo Cornacini.

Na decisão que oficializou a rescisão de Adryelson, o Sport reconhece que tem débitos com o jogador, alegando também que foi afetado pela pandemia da covid-19. O Rubro-Negro também afirma que negociou parte do débito cedendo 40% dos direitos ao defensor em 2021. Isso, porém, não está formalizado, segundo a decisão.

“Segue dizendo que, lamentavelmente, não formalizou com o atleta o ajuste acima, relatando: “O equívoco do Clube foi não instrumentalizar o acordo entre as partes, em especial, da quitação dada pelo autor aos títulos trabalhista em aberto pelo recebimento dos 40% dos seus direitos federativos (VALOR SUPERIOR A DÍVIDA DO CLUBE)”, diz outro trecho da decisão.

Na decisão, a juíza Ana Catarina Magalhães de Andrade Sá Leitão afirma que não há dúvidas dos débitos do Sport com o jogador, seja em salários, direitos de imagem, FGTS e também contribuições previdenciárias. Agora, o próximo passo é determinar o tamanho da dívida desta ação, que continua na Justiça.

Os valores que Adryelson cobra ao Sport

Nesses R$ 3,4 milhões solicitados por Adryelson estão inclusas várias dívidas do clube com o jogador. Ele alega atrasos referentes a:

Seis meses de salário (R$ 400.680,00)
13º salário de 2020 e 2021 (R$ 126.000,00)
Férias + 1/3 de 2021 (R$ 104.000,00)
Nove meses de direitos de imagem (R$ 522.000,00)
21 meses de FGTS
INSS
No documento, o jogador também discrimina os atrasos salariais em questão. Na carteira, são meses referentes a 2020 e 2021, totalizando R$ 400 mil. Nos direitos de imagem, são nove meses entre os mesmos anos, somando R$ 522 mil. Isso além de 13º e férias.

DO NE45. FOTO: ANDERSON STEVENS

PUBLICIDADE