Náutico: Roberto Fernandes confirma presença de Jean Carlos diante do Grêmio; Rhaldney está fora da partida

PUBLICIDADE

O meia Jean Carlos será titular do Náutico diante do Grêmio, nesta sexta-feira (8), em Porto Alegre, pela 17ª rodada da Série B. A informação foi confirmada pelo técnico Roberto Fernandes, que concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira.

O futuro do camisa 10 ainda não está definido, tendo em vista que existe a possibilidade de transferência para o Esteghlal, do Irã. Apesar dessa possível negociação, o jogador se manteve focado no Náutico, com bastante profissionalismo, segundo o técnico alvirrubro.

“O Jean é um cara de uma maturidade e de uma cabeça muito boa. É um cara que tem um nível cognitivo e de compreensão acima do normal. Não é só o jogador de futebol, (mas) a pessoa do Jean Carlos. Ontem eu conversei bastante com ele. Ele está ciente do momento profissional dele, e consegue separar as duas situações”, disse o treinador.

“Então, por hora, o Jean Carlos é jogador do Náutico, sabe da importância desse jogo, vai para o jogo e só não vai jogar se houver um motivo de força maior. Mas, no que depender de mim e dele, Jean Carlos continua sendo o dono da camisa 10”, completou o comandante.

Na última partida do Náutico, diante do Novorizontino, onde o Timbu venceu por 3 a 1, o camisa 10 teve um bom desempenho. Para Roberto, esse tipo de performance é fundamental para o Alvirrubro seguir crescendo no torneio.

“E espero que ele possa voltar a dar uma sequência em altíssimo rendimento, porque o jogo que ele fez diante do Novorizontino, ele voltou a atuar em um nível competitivo muito grande, e ele mantendo isso aí com certeza vai ajudar muito o Náutico a crescer na competição”, finalizou o comandante.

Se por um lado o Náutico terá a presença de Jean Carlos diante do Grêmio, do outro não contará com o volante Rhaldney, que nem viajou. O jogador tem negociações avançadas com um time do Brasil para deixar o Alvirrubro.

“Já no caso do Rhaldney, não. O Rhaldney deu uma acelerada nas tratativas que vêm tendo e não viaja. Ele vai ficar porque é possível que na nossa volta nem esteja mais junto com o grupo. Principalmente porque o Jean é uma coisa para fora do país, e o Rhaldney é para dentro do país”, afirmou Roberto.

“E um outro fator que pesa bastante é que o contrato de Jean vai até o fim de 2024, então não existe uma urgência de uma negociação por parte do Náutico. Já o Rhaldney, não. Fecha (o contrato) no final do ano, e daqui a pouco ele está livre para assinar pré-contrato com qualquer clube, e aí o Náutico não teria compensação nenhuma”, completou.

Rhaldney tinha negociação encaminhada para o futebol do Azerbaijão, mas a transferência não andou. Agora, segundo Roberto, o jogador desperta interesse de mais de uma equipe do futebol nacional, e a tendência é de que o acordo seja finalizado nos próximos dias, com o Timbu recebendo alguma compensação.

“No caso do Rhaldney, há um interesse mútuo de que haja um desfecho de negociação. O Rhaldney eu não posso confirmar, mas o que posso confirmar com certeza é que existe mais de uma equipe. Honestamente, o que está mais avançado eu não me envolvo.

“Mas acho que não só por jogador (vindo para o Náutico em possível compensação por Rhaldney), não, acho que o Náutico também tem que ter algum valor aí, pelo menos é isso que eu escuto”, completou.

Segundo o site Globo Esporte (GE), o jogador negocia sua ida para o Atlético Goianiense, que nesta temporada levou Camutanga, e como compensação ao Timbu mandou o atacante Luis Felipe.

Do NE45. Foto: Tiago Caldas 

PUBLICIDADE