Santa Cruz vence primeira fora de casa na Série D e volta ao G4

PUBLICIDADE

A história parecia se repetir. Pela oitava vez nos últimos 11 jogos, o Santa Cruz voltou a sair atrás do placar. Mas, dessa vez, o final foi feliz. Com ‘virada relâmpago’, a equipe coral soube aproveitar a vantagem numérica, despachou o Atlético de Alagoinhas pelo placar de 4 a 1 e voltou ao G4. Os gols do confronto foram marcados pelos atacantes Matheuzinho, duas vezes, Hugo Cabral e pelo meia Anderson Ceará, levando o Tricolor à primeira vitória fora de casa nesta Série D.

Com o resultado, o Santa alcançou a quarta colocação do Grupo 4, com 15 pontos somados. Após o triunfo, a equipe coral agora volta ao Recife para o próximo desafio na competição nacional. No próximo domingo (3), a Cobra Coral encara o Juazeirense, no Arruda, em duelo válido pela 12ª rodada. Pela frente, a missão de se manter no grupo dos quatro melhores classificados.

O jogo

Apesar de jogar longe do Recife, o Santa Cruz encontrou um campo neutro. Em contrapartida, a equipe coral viveu minutos iniciais de adaptação, já que o gramado sintético da Arena Cajueiro deixou o jogo mais corrido. Para os dois lados. No desenho da partida, enquanto o Atlético de Alagoinhas tinha a mais a bola, o Tricolor apostava nos contra-ataques. Na ‘trocação’, os mandantes levaram a melhor e abriram o placar ainda aos 11 minutos. De pênalti, Cesinha bateu no canto esquerdo e, sem dificuldades, deslocou o goleiro Jefferson.

No prejuízo, o Santa, de imediato, tentou pressionar o Atlético. Mas não conseguia jogar. O jogo ficou faltoso e sem continuidade. Na bola parada, teve boa chance aos 17 minutos, com Edson Ratinho, que surpreendeu na batida, mas parou na boa defesa do arqueiro Fábio Lima. Mas, em meio às paradas, os dois times se mostravam de forma diferente. Do lado dos baianos, um jogo veloz, com o ponta Emerson dialogando bem com o articulador Miller, camisa 10.

Já no Tricolor, a falta de repertório era nítida. Sem escape, se deteve às bolas longas. Sem sucesso. A engrenagem coral parecia não dar resultado. Até a expulsão do lateral-esquerdo Rafael, aos 42, mudar a história da primeira etapa. O Santa Cruz aproveitou a dispersão do adversário e virou a partida em apenas dois minutos. Duas vezes com o atacante Matheuzinho. Em jogadas semelhantes, o ponta precisou dar apenas três toques na bola para fazer o Tricolor ir para o segundo tempo em vantagem.

Nos primeiros minutos do segundo tempo, a impressão era de que o jogo não havia parado. O técnico Zé Carijé optou por não mexer no time e a equipe coral seguiu aproveitando os espaços deixados pelos baianos. E com apenas dois minutos, mais uma expulsão. O meia Miller fez falta dura em Dudu Mandai e recebeu o vermelho. Com dois a menos, o Atlético de Alagoinhas já mostrava não ter forças dentro da partida. Coube ao Santa Cruz, então, fazer valer a vantagem numérica. E assim fez.

Dono das ações da partida, a equipe coral fez o terceiro. Hugo Cabral recebeu passe próximo à entrada da pequena área e bateu no canto esquerdo da meta de Fábio Lima. Com merecimento, o Santa Cruz fazia jus à folga no placar. Em seguida, chegou a colocar duas bolas na trave, com Ratinho e Rafael Furtado – duas vezes -, respectivamente. Nos minutos finais, o meia Anderson Ceará deu números finais à partida, marcou o quarto gol e selou o primeiro triunfo coral fora de casa.

Ficha do jogo

Atlético-BA

Fábio Lima; Edson, Bruno, Bremer e Rafael; Jeferson, Emerson e Miller; Diego (Hadrian), Sobral e Cesinha (Christian). Técnico: Zé Carijé.

Santa Cruz

Jefferson; Edson Ratinho, Alemão (Doni), Luan Bueno e Dudu Mandai (Ítalo Silva); Gilberto, Daniel Pereira e Wescley (Lucas Silva); Hugo Cabral (Anderson Ceará), Matheuzinho e Rafael Furtado (Raphael Macena). Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Arena Cajueiro, em Feira de Santana (BA)
Arbitragem: Matheus Delgado Candançan (SP)
Assistentes: Paulo de Tarso Gussen e Wesley Silva Santos (Ambos BA)
Gols: Cesinha (11’/1T, ATL), Matheuzinho (42′ e 43’/1T, STA), Hugro Cabral (9’/2T, STA), Anderson Ceará (43’/2T, STA)
Cartões amarelos: Rafael (ATL), Anderson Ceará (STA)
Cartão vermelho: Rafael (ATL), Miller (ATL)
Público: 162

Do Esportes DP

PUBLICIDADE