Série B – Náutico x Vasco da Gama – 19h – Arruda – Recife/PE

PUBLICIDADE
Passados dez jogos na Série B, o Náutico ainda não conseguiu se firmar como um time que vai de fato brigar pelo acesso de volta à Elite do Campeonato Brasileiro. Mas essa história pode mudar a partir desta terça-feira (7), a partir da 19h. Diante do Vasco, quarto colocado na tabela de classificação, o Timbu terá mais um confronto com um dos favoritos a uma das quatro vagas na Série A, e pode encostar na parte de cima da tabela.

Isso porque o Vasco tem 18 pontos somados, enquanto o Náutico possui 12. Ou seja, caso vença o cruzmaltino, o Timbu fica apenas a uma vitória dos rivais. No entanto, os alvirrubros precisarão superar o desempenho em duelos diretos contra equipes que estão no G4, uma vez que acabou derrotado em casa por Cruzeiro e Bahia. Entendendo a necessidade da vitória para entrar na briga, o técnico Roberto Fernandes evita fazer uma projeção a longo prazo.
“O prognóstico tem que ser rodada a rodada. Estamos com dez rodadas disputadas e temos outras 28 pela frente. Em virtude da Copa do Mundo (em novembro), teremos jogos em muita sequência, então é importante você ir somando pontos”, avaliou o treinador.
E para vencer o Vasco, o Náutico pode contar com um ‘talismã’ a seu favor. Devido às fortes chuvas, a diretoria alvirrubra solicitou a mudança de local do jogo para o Estádio do Arruda, que apresenta condição de drenagem melhor que a do Estádio dos Aflitos.
Curiosidade ou não, uma troca que pode trazer esperança aos mais supersticiosos, uma vez que o Náutico jamais venceu o Vasco nos Aflitos. Em contrapartida, das únicas quatro vitórias que o clube alvirrubro soma em 40 jogos contra o Vasco, duas aconteceram no José do Rego Maciel, ambas pelo Campeonato Brasileiro, em 1973 e 1986.
Para o jogo, o técnico Roberto Fernandes aguarda por reforços vindos do Departamento Médico. Camutanga e Rhaldney são favoritos a voltar ao time principal, caso tenham condições de atuar os 90 minutos. Já na lateral esquerda, Ailton e Júnior Tavares também são esperados, mesmo com o jovem Thassio, que recebendo elogios contra o Brusque. Kieza pode ser a grande surpresa, caso se recupere a tempo.
E do lado do Vasco, também há problemas para gerir. Com a surpreendente saída do técnico João Ricardo para o futebol japonês, o auxiliar Emílio Faro vai comandar a equipe de forma interina. Raniel, cria do Santa Cruz, foi vetado pelo DM por dores na coxa.
FICHA DO JOGO
Náutico
Lucas Perri; Victor Ferraz, Camutanga (Wellington), Bruno Bispo e Thássio (Jr. Tavares); Ralph, Rhaldney (Djavan), Franco e Jean Carlos; Pedro Vitor e Léo Passos. Técnico: Roberto Fernandes.
Vasco
Thiago Rodrigues; Gabriel Dias, Danilo Boza, Anderson Conceição, Edimar; Yuri, Andrey Santos, Nenê; Gabriel Pec, Figueiredo e Getúlio. Técnico: Emílio Faro (interino no cargo).
Local: Arruda
Hora: 19h
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (FIFA – SP)
Assistente 1: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Assistente 2: Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)
Árbitro de Vídeo – Heber Roberto Lopes (SC)
Auxiliar de Vídeo: Johnny Barros de Oliveira (SC).
Do Esportes DP
PUBLICIDADE