Náutico x CSA: PM desconhece autores de agressões nos Aflitos e diz que ninguém foi preso

PUBLICIDADE

Após mais um caso de violência nos estádios de futebol do Recife, desta vez nos Aflitos durante o jogo entre Náutico x CSA, na última quinta-feira, a Polícia Militar (PM) emitiu pronunciamento sobre o ocorrido.

Nesta sexta-feira, por meio de nota oficial, a corporação informou que utilizou ‘técnicas de controle de distúrbio civil para dispersar um tumulto’ após pedras serem arremessadas nas arquibancadas – um torcedor foi ferido, mas passa bem.

Além disso, a Polícia Militar relatou que bombas caseiras foram atiradas em direção à torcida do CSA. Por fim, de acordo com a corporação, os autores dos atos de vandalismo não foram identificados e ninguém foi preso.

Dentro de campo, as equipes ficaram no empate em 1 a 1, pela oitava rodada da Segundona. O resultado não foi bom para ninguém. Confira, abaixo, a nota da PM na íntegra.

Náutico x CSA – nota da PM sobre violência
A Polícia Militar de Pernambuco esclarece que, durante a partida entre Náutico e CSA, na noite de ontem (19), policiais militares do Batalhão de Choque precisaram fazer uso de técnicas de controle de distúrbio civil para dispersar um tumulto onde algumas pedras foram arremessadas na arquibancada.

Na área externa, artefatos caseiros foram arremessados em direção à torcida do CSA, enquanto entrava no estádio dos Aflitos. Uma pessoa ficou ferida e foi socorrida para o Hospital da Restauração pelo policiamento. PMs a pé e motorizados estavam acompanhando os torcedores. A autoria da agressão é desconhecida e até o momento ninguém foi preso.

Do NE45

PUBLICIDADE