Série D: Santa Cruz enfrenta a Jacuipense na Bahia

PUBLICIDADE

Para dar sequência à reação na Série D, virar a chave e entrar pela primeira vez no G4, o Santa Cruz encara o Jacuipense neste domingo, às 16h. O confronto, válido pela quinta rodada da competição, acontece na Arena Valfredão, na Bahia. A Cobra Coral volta a campo após viver semana conturbada no Arruda, com demissões, saídas e chegadas de velhos conhecidos.

Entre as novidades, está o retorno do técnico Marcelo Martelotte, que já estará na área técnica neste domingo. Para a partida, o treinador lida com dois desfalques certos: o lateral direito Marcos Martins e o atacante Mateus Anderson estão de saída do Santa Cruz e nem mesmo viajaram com o grupo. O último, inclusive, chegou a participar do primeiro trabalho tático com o novo técnico coral, sendo utilizado no time considerado titular.

Sem as peças, Martelotte indicou que não pretende promover grandes mudanças no time e que deve manter a base que vinha atuando. Dessa forma, Eduardo Ratinho segue na lateral direita, formando o quarteto defensivo ao lado de Luan Bueno, Alex Alves e Dudu Mandai, respectivamente. Já com a baixa de Mateus Anderson, o treinador deve manter o meia-atacante Wescley, deslocado na ponta esquerda, no time. Outra opção é a utilização do extremo Fabrício.

Na faixa central do campo, Gilberto tende a retornar à ‘cabeça de área’ da equipe titular. A expectativa é de que o camisa 5 volte reedite, ao lado de Rodrigo Yuri, a dupla de volantes que entregou boa consistência à equipe. Outra opção é a manutenção de Daniel Pereira, utilizado nos últimos dois jogos no posto.

Já à frente, o trio de ataque deve ser mantido. Matheuzinho, Wescley e Raphael Macena tendem a ser os maiores responsáveis pelo poderio ofensivo coral, assim como contra o Atlético de Alagoinhas. A baixa no setor, além da saída de Mateus Anderson, fica por conta do artilheiro Rafael Furtado. O centroavante, que iniciou o último jogo, contra o Atlético de Alagoinhas, no banco de reservas, não participou dos treinamentos e está entregue à fisioterapia.

Passada a semana turbulenta, o técnico Marcelo Martelotte avaliou a preparação do grupo para a partida deste domingo. De acordo com o treinador, o saldo é positivo. Ele acredita que um bom trabalho foi feito dentro e fora das quatro linhas, apesar do pouco tempo desde a sua chegada, na última terça-feira.

“Apagar incendio é preparar a equipe para esse jogo contra o Jacuipense. É difícil mensurar o que foi mais importante. Se os dias de trabalho, dentro de campo, ou ter solucionado os problemas mais imediatos que a gente tinha no clube, e trazer uma tranquilidade para os atletas. Uma coisa estava interligada à outra e a gente fez bem. Tanto a função de bombeiro, quanto a de técnico. E agora espero que o resultado venha”, destacou o comandante.

Como vem o Jacuipense?

Na quarta posição do Grupo 4, o Jacuipense quer seguir entre os melhores colocados. Vindo de derrota para a Juazeirense, o Leão do Sisal aposta na força do mando de campo para voltar a vencer na Série D. Para o confronto deste domingo, o técnico Rodrigo Chagas deve fazer apenas uma mudança no time, já que o capitão Wikian Kaefer foi expulso no último compromisso. O volante se junta a Danilo Rios, Jeam, Henrique França e Robinho, peças que seguem como desfalques na equipe baiana.

FICHA DO JOGO

Jacuipense

Mota; Railan, Renato, Cabral e Radar; Newton e Fábio Matos; Thiaguinho, Ruan Levine e Welder. Técnico: Rodrigo Chagas.

Santa Cruz

Jefferson; Edson Ratinho, Luan Bueno, Alex Alves e Dudu Mandai; Gilberto, Daniel Pereira (Rodrigo Yuri) e Tarcísio; Matheuzinho, Wescley e Raphael Macena. Técnico: Marcelo Martelotte.

Do Esportes DP. Foto: divulgação

PUBLICIDADE