Náutico não reverte mata-mata fora de casa desde o título no Pernambucano de 2004

PUBLICIDADE

Conquistar o Campeonato Pernambucano, no próximo sábado, contra o Retrô, não será uma tarefa fácil para o Náutico. Não apenas pelo fato de precisar exclusivamente da vitória sobre a equipe que ostenta a melhor campanha nesta edição, e ainda um aproveitamento de 100% contra os gigantes do Trio de Ferro no ano. Para levantar a sua 24ª taça do Estadual, depois de perder a primeira partida em casa, o Timbu terá que lutar contra o seu próprio histórico em mata-matas sob o formato de ida e volta. Uma escrita que já dura longos 18 anos, mas que remete a uma vitória que traz ótimas recordações para os alvirrubros.

Desconsiderando os mata-matas de jogos únicos – frequentes nas últimas edições de Pernambucano e Copa do Nordeste. A matéria se debruçou sobre os dados dos últimos 49 confrontos eliminatórios do Náutico com ida e volta. A última vez em que o Timbu superou um revés como visitante foi justamente na Final do Pernambucano de 2004, quando calou o Arruda e venceu o Santa Cruz por 3 a 0, após perder o primeiro jogo nos Aflitos por 1 a 0. Mesmo placar sofrido para o Retrô na decisão deste ano. O ex-atacante Kuki, que hoje faz parte da comissão técnica alvirrubra, foi o grande destaque daquela partida, marcando o gol que sacramentou o 21º título.

Apesar de não se tratar de uma largada com derrota, outro triunfo nesse recorte que também merece ser mencionado como grande feito alvirrubro aconteceu nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2007. Depois de um duro empate por 2 a 2 com o Corinthians em casa, no primeiro duelo, o Náutico conquistou uma expressiva vitória por 2 a 0 na volta, calando mais de 27 mil torcedores no Pacaembu.

Bem verdade também que em 2019, depois de perder para o Sport nos Aflitos por 1 a 0, na primeira partida da final do Estadual daquele ano, o Náutico devolveu na Ilha com vitória por 2 a 1. No entanto, na disputa de pênaltis, o Timbu acabou perdendo por 4 a 3 e viu o Leão levantar a taça naquele ano.

Esse revés para o Sport, inclusive, marca ainda a última vez em que o Náutico não levou a melhor num confronto eliminatório de dois jogos. De lá para cá, foram cinco disputas, todas com triunfo dos alvirrubros e com direito a duas taças erguidas. No ano passado, o título do Pernambucano veio nos pênaltis depois de dois empates em 1 a 1 com o Sport – porém com a decisão nos Aflitos. E em 2019, depois de eliminar Paysandu – no acesso à Série B – e o Juventude, a taça da Série C foi conquistada no Castelão, em São Luís, contra o Sampaio Corrêa na primeira conquista nacional do Timbu.

NÁUTICO EM MATA-MATAS DESDE 2019

Final – Pernambucano 2021
23/05/21 – Náutico 1 (5) x (3) 1 Sport
16/05/21 – Sport 1 x 1 Náutico

Final – Série C 2019
06/10/19 – Sampaio Corrêa 2 x 2 Náutico
29/09/19 – Náutico 3 x 1 Sampaio Corrêa

Semifinal – Série C 2019
22/09/19 – Náutico 2 (4) x (3) 1 Juventude
15/09/19 – Juventude 2 x 1 Náutico

Quartas de final – Série C 2019
08/09/19 – Náutico 2 (5) x (3) 2 Paysandu
01/09/19 – Paysandu 0 x 0 Náutico

Eliminatórias da Copa do Nordeste 2020
15/05/19 – Náutico 2 x 0 Campinense
01/05/19 – Campinense 2 x 1 Náutico

Final – Pernambucano 2019
21/04/19 – Sport 1 (4) x (3) 2 Náutico
14/04/19 – Náutico 0 x 1 Sport

Do Esportes DP. Foto: Timbunet

PUBLICIDADE