Após nove anos, venda do atacante Gilberto rende R$ 261 mil aos cofres do Santa Cruz

PUBLICIDADE

Um respiro em boa hora. Nove anos depois da venda Gilberto para o Toronto Football Club, da MLS, o Santa Cruz conseguiu resgatar o valor de R$ 261 mil referente à transferência do atacante. A ação se deu através do Mecanismo de Solidariedade da FIFA. No entanto, apesar do ganho, a quantia ainda não se encontra sob cuidado do clube coral.

Com a liberação do montante, a diretoria agora se organiza para fazer a tramitação do valor visando o recebimento. A força-tarefa conta, inclusive, com a empresa Al Sports, especialista em monitorar valores a serem recebidos por clubes. Junto à parceria com o grupo, o Tricolor conta também com a participação de Felipe Augusto, Supervisor de Registros do clube, para garantir a entrada da quantia.

Os R$ 261 mil, contudo, deve sofrer um desconto considerável. A 12ª Vara do Trabalho do Recife, resonsável por gerir as dívidas dos três grandes clubes de Pernambuco desde 2003, determina a retenção de 20% das receitas para quitação de débitos trabalhistas.

PERCENTUAIS

De acordo com o Mecanismo de Solidariedade, a cada transferência internacional de um atleta, os clubes envolvidos no processo de formação do jogador entre 12 a 23 anos de idade, têm direito a 5% dos valores incluídos na negociação. Neste caso, o Santa Cruz é o clube formador de Gilberto.

PUBLICIDADE