Santa Cruz: Rafael Furtado é diagnosticado com lesão de grau 1; Rodrigo Yuri e Júnior Sergipano têm melhora, mas seguem fora

PUBLICIDADE

O Santa Cruz divulgou um novo boletim do seu departamento médico nesta terça-feira. Com três jogadores no DM, o tricolor ainda não sabe quando poderá voltar a contar com Rodrigo Yuri, Júnior Sergipano e Rafael Furtado.

No caso do atacante, Furtado chegou a minimizar a lesão sentiu na coxa durante o jogo contra o Caruaru City, no sábado, mas, após exames, foi detectada uma lesão de grau 1. Assim, como explicou o médico do Santa Cruz, Thiago Guerra, o jogador está sendo reavaliado diariamente.

“O Rafael Furtado sentiu um desconforto na região da coxa esquerda durante o jogo contra o Caruaru City. O atleta foi substituído de pronto. Ele foi submetido a exame de imagem na segunda-feira e foi detectado uma lesão de grau 1 na coxa. Ele segue entregue ao DM com reavaliações diárias para que a gente possa programar um prazo de retorno às atividades”.

Assim, a presença do jogador na partida da semifinal do Campeonato Pernambucano, contra o Náutico, é dúvida. Mas a data do jogo segue indefinida, com a FPF a espera de definições na Copa do Nordeste para ter a certeza das datas disponíveis para o Clássico das Emoções.

Lesões de Rodrigo Yuri e Júnior Sergipano no Santa Cruz
Nessa indefinição de calendário, o volante Rodrigo Yuri e com o zagueiro Júnior Sergipano também seguem no aguardo, mas com uma chance menor de participar do próximo compromisso coral.

Isso porque a dupla segue no departamento médico do Santa Cruz e só deve ser liberada para iniciar a transição física no início da próxima semana. Depois disso, os jogadores ainda terão que readquirir o condicionamento antes de ficar plenamente à disposição de Leston Júnior.

A situação dos dois jogadores também foi explicada por Thiago Guerra, que reforçou que ambos vêm apresentando uma melhora nos sintomas.

“Rodrigo Yuri (está) com um entorse no ligamento colateral medial do joelho. O atleta segue em tratamento com a fisioterapia, porém encontra-se totalmente assintomático, em fase final da reabilitação do DM. Nossa programação é que, na segunda da próxima semana, ele esteja iniciando a transição física”, afirmou o médico.

“Júnior Sergipano sentiu uma dor no púbis no dia anterior à partida contra o Caruaru City. Ele segue em tratamento com a fisioterapia. O atleta está praticamente sem dor. Nossa programação é que, também no início da próxima semana, ele esteja sendo liberado para a transição física”, concluiu.

Do NE45. Foto: Rafael Melo

PUBLICIDADE