Após mais de um mês, meia Eduardo Teixeira retorna ao Náutico para fase decisiva do Pernambucano e da Copa do Nordeste

PUBLICIDADE

Enfim, o meia Eduardo Teixeira voltou a ficar à disposição para entrar em campo pelo Náutico. Por causa de um desconforto muscular na partida diante do Vera Cruz, no último dia 17 de fevereiro, o jogador passou mais de um mês em tratamento no departamento médico alvirrubro, mas foi liberado e vira reforço para as fases finais da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano.

“Eu fico feliz de voltar para poder ajudar a equipe. Venho trabalhando duro durante esses dias para tentar me aproximar dos 100% fisicamente. Espero que se o professor optar em contar comigo, possa tentar contribuir da melhor maneira”, apontou o meio-campista.

Cercado de expectativas desde que chegou ao Náutico, o armador apontou que ainda não está em sua forma ideal e pontuou que este processo, para adquirir ritmo de jogo, precisará ser paulatino até estar apto para atuar os 90 minutos.

“O processo acontece aos poucos para poder voltar e estar 100%. Isso vem com o ritmo de jogo, que também conta muito. Mas, o principal, é estar saudável para ajudar nem que seja com alguns minutos e aos poucos ir evoluindo para tentar conseguir jogar os 90 minutos”, explicou Eduardo Teixeira.

O jogador também destacou a importância da presença da torcida, que foi liberada nesta terça-feira, para o confronto diante do Botafogo-PB, em João Pessoa, válido pela fase de quartas de final da Copa do Nordeste.

“A nossa torcida é muito importante. A gente vem sofrendo esses últimos jogos com uma quantidade limitada de torcedores e às vezes até não podendo ter a presença deles. Nós sabemos que com o apoio delea ficamos muito mais fortes para poder conseguir nossos objetivos”, concluiu.

Do NE45. Foto: Tiago Caldas

PUBLICIDADE