Pernambuco anuncia nova limitação da capacidade de público nos estádios

PUBLICIDADE

Levando em consideração a alta de casos de Covid-19 e Influenza no estado, o Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira, novas medidas restritivas de convívio social – e que mais uma vez terão impacto determinante na capacidade das praças esportivas.

Agora, a nova capacidade de público será limitada a 3 mil torcedores ou 50% da capacidade do estádio – o que for menor. Antes, havia liberação no plano de convivência para metade da capacidade máxima do palco, independente do quanto isso significaria em números totais.

Essa restrição é válida não apenas para o futebol, mas para eventos públicos ao ar livre, no geral. Sendo assim, o início do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste, com data marcada para estreia no dia 22 de janeiro, será com público menor.

Do Trio de Ferro, o Santa Cruz será um dos mais impactados pelo novo decreto, visto que a capacidade oficial do Arruda já havia sido reduzida para 37.400 torcedores, após laudo do Corpo de Bombeiros.

Os corais, contudo, não serão os únicos afetados. Na Ilha do Retiro e nos Aflitos, 50% da capacidade regular significaria algo próximo a 15 mil e 10 mil torcedores, respectivamente, nos jogos de Sport e Náutico.

Para Retrô e Vera Cruz, que mandam seus jogos na Arena de Pernambuco, esse número seria de 22 mil, enquanto o Caruaru City (Lacerdão) teria cerca de 10 mil; o Salgueiro (Cornélio de Barros), 6 mil; e o Íbis (Ademir Cunha), 5 mil.

O Sete de Setembro poderia ter pouco mais de 3 mil torcedores no Gigante do Agreste, enquanto o Afogados segue com uma limitação pouco abaixo de 900 torcedores no Vianão. Do NE45

PUBLICIDADE