Com seis mil ingressos à venda, decisão do Campeonato Maranhense contará com torcedores

PUBLICIDADE

Diante de um dos momentos mais delicados da crise sanitária provocada pela Covid-19 no Brasil, o Governo do Maranhão autorizou a presença de seis mil torcedores na partida de ida da final do Campeonato Maranhense. Na tarde deste domingo (16), Sampaio Corrêa e Moto Club se enfrentam no Castelão e, após aprovação estadual, já teve a venda dos ingressos iniciada.


Em entrevista ao canal SporTV, o secretário de esportes e lazer do Maranhão, Rogério Cafeteira, comentou sobre o protocolo do inédito evento-teste no país. “O Campeonato Maranhense será o primeiro a ter o evento-teste com a presença de público. Existe parâmetros feitos em outros países, com as mesmas condições. E as condições que existem de conhecimento científico permitem que seja feito”, disse

“Para quem gosta de futebol”, continuou Cafeteira, “e cumpra rigorosamente esse protocolo, porque ele será definitivo e decisivo para que a gente possa retornar de forma gradual e responsável a presença de público. Caso aconteça um desrespeito ao protocolo, no sábado seguinte, na segunda partida, não haverá mais presença de torcedores”, concluiu.

Após a confirmação do Governo do Maranhão, outros estaduais sinalizaram a possibilidade de contar com presença de torcedores nas tribunas neste período de decisões Brasil afora. Entre eles, o Campeonato Cearense. Nesta quarta-feira (12), o jornal O POVO publicou que a Federação Cearense de Futebol começou os trâmites para protocolar a viabilização da presença de público na final. No Rio de Janeiro, um dos epicentros do vírus no país, o comparecimento de torcedores na decisão entre Flamengo e Fluminense está a uma reunião dos dirigentes do clube, federação e prefeito.

E EM PERNAMBUCO?

Conforme foi noticiado no Esportes DP em janeiro de 2021, a FPF adquiriu a tecnologia do Covid Passport, que vem sendo utilizada em alguns países europeus para garantir presença de público em eventos esportivos, corporativos, etc. A princípio, o intuito do passaporte era de levar parcialmente público ao Superclássico das Américas, que estava marcado para março na Arena de Pernambuco. Com o cancelamento da partida, restaram os jogos do Campeonato Pernambucano.

Apesar disso, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol deixou claro que, tendo em vista a situação da vacinação no estado, as possibilidades de público beiram o nulo. “Para ter público, depende de diversos indicativos. Desde o avanço da vacinação até a situação da pandemia em Pernambuco. Por enquanto, os índices não são animadores, embora tenhamos a tecnologia do passaporte”, disse.

DO ESPORTES DP

PUBLICIDADE