Copa do Nordeste: Santa Cruz vence Itabaiana e garante vaga na fase de grupos da competição

PUBLICIDADE

Duas semanas após a saída amarga da Série C, o Santa Cruz retornou ao gramado do Arruda para mais uma ‘final’ – agora, pela ‘Lampions’. Na primeira decisão da temporada, o Santa Cruz recebeu o Itabaiana-SE pelo confronto de volta da fase eliminatória da Copa do Nordeste, superou o adversário por 2 a 0 e garantiu vaga na fase de grupos da competição. Com o resultado da partida de ida, o placar agregado ficou em 4 a 2.


Os gols dos tricolores foram marcados por Chiquinho, em chute de longa distância, e Lourenço, após confusão na área dos sergipanos. Agora, a Cobra Coral aguarda o sorteio das chaves, nesta quinta-feira (4), para conhecer os rivais da fase que começa em 27 de fevereiro.

O JOGO

Os primeiros minutos do embate decisivo foram marcados por um enredo bem definido: enquanto o Santa Cruz apostou nas bolas levantadas e ligações diretas ao ataque, o Itabaiana se postou retraído, aguardando um contra-ataque veloz para abrir o placar no Arruda. Embora a retranca dos sergipanos tenha funcionado durante boa parte da primeira etapa, a aglomerada linha defensiva dos visitantes, que revezava entre quatro e seis elementos, impedia que o Tremendão ocupasse os espaços na zona ofensiva e chegasse com perigo à meta defendida por Luiz Fernando.

Durante dois terços do primeiro tempo, o empate sem gols se sustentou na falta de criatividade dos comandados por Marcelo Martelotte, que teimava nas jogadas pouco trabalhadas. Restando quinze minutos para o intervalo, o tom da partida, no entanto, mudou. O Santa Cruz conseguiu impor seu ritmo ao adversário, dominar todas as ações de jogo e encontrar o gol. Aos 45, em jogada pela esquerda, Chiquinho tabelou com Lourenço, observou o goleiro Remerson mal posicionado e finalizou de longe: a bola ainda passou entre as luvas do arqueiro, 1 a 0.

SEGUNDO TEMPO

Nos 45 minutos finais da decisão, o Santa Cruz manteve o ímpeto que chegou ao intervalo. Com maior mobilidade, o Tricolor conseguiu emplacar boas trocas de passes, triangulações e jogadas ofensivas. A diferença técnica das equipes ficou clara quando Toty, sem dificuldades, arrancou pela direita e encontrou Chiquinho na área sergipana, que cruzou para Victor Rangel: a bola desviou no goleiro e sobrou para Lourenço, bem posicionado, balançar as redes do Itabaiana.

Na reta final da partida, Martelotte optou pela entrada de Tinga e Pipico. Buscando manter a posse de bola na zona ofensiva, o Santa Cruz permaneceu mandando no jogo. Apesar das mudanças, o Tricolor sentiu a sequência e a falta de preparação da pré-temporada e cansou. Nos acréscimos, o árbitro marcou pênalti, mas Thiago Santos bateu mal e desperdiçou a chance de diminuir o placar.

FICHA DO JOGO

Santa Cruz
Luiz Fernando; Toty (Augusto Potiguar), William Alves, Célio Santos e Peri (Denilson); André, Paulinho, Chiquinho e Didira (Tinga); Lourenço (Bileu) e Victor Rangel (Pipico). Técnico: Marcelo Martelotte.

Itabaiana
Remerson; Grafite, Diego Bispo, Hugo e Paulinho; Jacobina, Téssio (Rafael Assis) e Batata (Rodrigo); Harrisson (Pedro Henrique), Ila e Thiago Santos. Técnico: Maurílio Silva.

Local: Estádio do Arruda
Arbitragem: José Henrique de Azevedo Junior (MA)
Assistentes: Antonio Adriano de Oliveira e Antonio Fernando de Sousa Santos (ambos do MA)
Cartão amarelo: Paulinho, Thiago Santos, Diego Bispo, Rafael Assis (Itabaiana); Luiz Fernando, Chiquinho (Santa Cruz)
Gol: Chiquinho, 44/1º T; Lourenço, 14/2ºT (Santa)

Texto: Esportes DP

PUBLICIDADE