O dia em que Diego Maradona pisou em solo pernambucano pela primeira e única vez

PUBLICIDADE

Já consolidado como um dos maiores nomes da história do futebol, aos 33 anos, Diego Armando Maradona teve a primeira e única passagem em Pernambuco no dia 23 de março de 1994. Em um amistoso preparatório para a Copa do Mundo dos Estados Unidos, que aconteceu três meses depois, o maior jogador da Argentina ficou no banco de reservas, não entrou em campo, mas conseguiu encantar os mais de 90 mil torcedores que compareceram ao estádio do Arruda para o duelo contra o Brasil.

A data também marcou o primeiro e único jogo entre Brasil e Argentina em solo pernambucano. Convocado para o Superclássico das Américas pelo técnico Alfio Basile, Maradona teve que ficar no banco de reservas por ter sentido uma lesão muscular na véspera da partida. Depois de atingir o auge da carreira ao ser campeão mundial em 1986, El Pibe disputou a quarta e última Copa do Mundo em 1994, quando foi novamente suspenso por doping pela Fifa ainda na segunda rodada da fase de grupos e se despediu da seleção alviceleste como jogador.
O pernambucano Wilson Souza de Mendonça, que fazia parte do quadro de árbitros da Fifa naquele ano, foi o árbitro escolhido para apitar o amistoso entre Brasil e Argentina. A histórica partida terminou com vitória da seleção brasileira por 2 a 0, com os dois gols marcados pelo atacante Bebeto. O jogo também marcou a estreia do atacante Ronaldo Fenômeno com a camisa canarinho. Na época com apenas 17 anos, ainda era conhecido como Ronaldinho. O atacante entrou em campo no lugar de Bebeto durante a etapa complementar.
Mesmo no banco de reservas, Maradona foi uma das principais atrações do jogo, chamando atenção dos 90.400 torcedores presentes no Arruda. Junto com a delegação argentina, o craque ficou hospedado no Mar Hotel, em Boa Viagem, com direito a ocupar a suíte presidencial e ser o destaque entre os recifenses. O amistoso entre Brasil e Argentina recebeu o segundo maior público da história do estádio do Santa Cruz, atrás somente do duelo entre Brasil e Bolívia, um ano antes, pelas Eliminatórias. A partida terminou 6 a 0 para a seleção brasileira e recebeu 96.990 pessoas. 

Brasil 2 a 0 Argentina

Brasil: Zetti; Cafu, Ricardo Rocha, Ricardo Gomes (Mozer) e Branco (Leonardo); Mauro Silva, Dunga (Mazinho), Raí (Rivaldo) e Zinho; Bebeto (Ronaldo) e Muller. Técnico: Carlos Alberto Parreira.
Argentina: Goycoechea; Hernán Diaz, Vasquez, Cáceres e Chamot; Redondo, Simeone, Cagna (Montserrat) e Leonardo Rodriguez (Ortega); Claudio Garcia e Batistuta. Técnico: Alfio Basile.
Data: 23 de março de 1994Local: estádio do Arruda (PE)Árbitro: Wilson Souza de Mendonça (PE)Gols: Bebeto, aos 6 do 1ºT, e aos 30 do 2ºT.Público: 90.400 pessoas

Por Super Esportes PE

PUBLICIDADE