SÉRIE C: Santa Cruz visita o Imperatriz no Maranhão

PUBLICIDADE

O confronto entre um líder e um lanterna sempre tem um favorito claro, e, quando Santa Cruz e Imperatriz entrarem em campo neste sábado, a situação não será diferente. Mesmo sem a chance de chegar à classificação matemática à segunda fase ainda nesta rodada, o Tricolor pode chegar aos 30 pontos, marca considerada suficiente para garantir a vaga sem mais riscos, tendo mais cinco rodadas para buscar o ajuste perfeito no time.

Dessa vez, porém, o ajuste não será encontrado por Martelotte, que vinha mantendo um discurso sobre rotação e testes na equipe para encontrar o futebol ideal. Com Covid-19, o treinador se tornou desfalque e não viajou para o Maranhão, onde o time joga às 17h, no Frei Epifânio, em Imperatriz, a 630km da capital São Luís, já próximo à divisa com o Pará.

Sem Martelotte, o time terá o comando de Thiago Duarte, auxiliar técnico do Santa Cruz, que é o quarto nome na “linha sucessória” do comando do time, mas assume o posto devido ao quadro de indisposição do auxiliar Júnior Boca e os compromissos do treinador Paulo Massaro com o time Sub-23 no Brasileiro de Aspirantes. Mesmo com as dificuldades vividas pelo Imperatriz, o interino previu um jogo difícil para o Tricolor no Meio-Norte.

“A expectativa é de um jogo difícil. A gente vem analisando o Imperatriz, encontrando padrões de comportamento positivos que a gente trata com atenção. Pelo retrospecto, o fato é que os adversário vieram e conseguiram vencer por placares mínimos, então não é fácil ganhar deles aqui. Eles tem uma atmosfera aqui que eles controlam muito bem e a gente tem que ter cuidado com relação a isso”, afirmou Thiago Duarte.

Para se tornar uma ameaça real à consistência apresentada pelo Santa Cruz, porém, o Imperatriz terá que superar seus próprios desafios. Afundado em uma crise administrativa e técnica, o time tem apenas um ponto em doze rodadas na Terceirona e pode sacramentar matematicamente seu retorno à Série D em caso de derrota com combinação de resultados.

Com apenas 15 jogadores após uma série de saídas geradas pelo final da parceria com a empresa que geria o futebol do time, os maranhenses ainda terão três desfalques por lesão e suspensão, tendendo a ter um banco com poucas opções.
FICHA DO JOGO
Imperatriz
Jairo; Nonato, Thiago Tomais, Ramón Baiano (Douglas Mendes) e Wesley; Lorran (Edu Amparo), Adriano, Vinícius Machado e Reginaldo Jr.; Gustavo Cebolinha e Blaise Loic. Treinador: Charles Guerreiro.

Santa Cruz
Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves (Célio Santos) e Leonan; Bileu (André), Paulinho, Didira e Chiquinho; Jáderson (Lourenço) e Pipico. Técnico: Thiago Duarte (interino).

Local: Estádio Frei Epifânio D’Abadia, em Imperatriz/MA
Horário: Sábado, às 17h
Arbitragem: Rejane Caetano da Silva (RJ)
Assistentes: Rafael Sepeda de Souza (RJ) e Rachel de Mattos Bento (RJ)

POR SUPER ESPORTES PE

PUBLICIDADE