Sport quebra invencibilidade do Grêmio e deixa zona de rebaixamento na Série A: 2 a 1

PUBLICIDADE

Cirúrgica. Assim pode ser definida a atuação do Sport na noite desta quinta-feira diante do Grêmio, que marcou a volta do time rubro-negro às vitórias – após cinco jogos – e quebrou a invencibilidade dos gaúchos na competição. Com um gol em cada tempo (Patric e Maidana), o Leão ainda sofreu um, marcado por Pepê, e conseguiu suportar a pressão do tricolor, em jogo válido pela sétima rodada da Série A, no Sul do país.
Com o resultado, o Sport saiu da zona de rebaixamento e chegou a sete pontos, na 16ª colocação. Agora, a equipe rubro-negra se prepara para voltar a campo neste domingo, diante do Goiás, no estádio da Ilha do Retiro. 

O JOGOPara o confronto, três mudanças e todas na defesa: Luan Polli entrou na meta no lugar de Mailson, que falhou contra o Coritiba; Adryelson retornou à zaga após suspensão na vaga de Chico; e Luciano entrou na esquerda porque Sander negociava saída do clube, mas após reunião nesta manhã, o presidente Milton Bivar afirmou que ele vai ficar.
O Sport começou o jogo com tudo. No primeiro ataque da partida, gol rubro-negro. Após troca de passes entre os volantes no meio de campo, Betinho fez ótimo lançamento da faixa central e achou Patric por trás linha de defesa do Grêmio, que entrou livre pela direita da grande área e, de primeira, bateu de chapa na bola, encobrindo Vanderlei. Leão na frente aos cinco minutos e voltando a marcar após três partidas de jejum. 
A partir daí, como esperado, o Sport marcou no próprio campo, com as linhas compactas. E em vantagem, viu o tricolor gaúcho tentar se impor, que dominou quase toda a posse de bola (apenas 31% para os rubro-negros), mas cedeu poucas chances para os gaúchos. Luan Polli fez apenas uma defesa (em nove finalizações do Grêmio), em cobrança de falta.
Com a bola, o Sport tentou valorizar a posse, rodando de um lado para o outro a fim de implementar um contra-ataque, que só conseguiu uma vez, em ataque dois contra dois, onde Gomez deu passe para Elton, mas o centroavante chutou em de fora da área em cima de Vanderlei. SEGUNDO TEMPO Para a etapa complementar, duas mudanças no Sport. Entraram Mugni e Barcia nos lugares de Gomez e Elton. A ideia de Jair Ventura, com o argentino, foi fechar um pouco mais o lado esquerdo, principal ponto de chegada do tricolor. Já com o uruguaio, foi ganhar mais velocidade no contra-ataque.
O segundo tempo voltou com o mesmo panorama da etapa inicial: o Sport se postou recuado, marcando no próprio campo, a fim de suportar a pressão dos visitantes, ainda mais ofensivos em busca do resultado, mas a defesa rubro-negra, apesar de pressionada, se postou bem, cortando os vários cruzamentos tricolores. Ao passo que se procurou se defender, buscou também contra-ataques.
Porém, o Leão chegou ao segundo gol em um vacilo da defesa gremista, que saiu jogando errando dentro da área e Barcia, esperto, roubou a bola e acabou derrubado, com o juiz assinalando corretamente o pênalti. Na bola, Maidana cobrou no canto, sem chances de defesa. A vantagem, porém, durou pouco. Aos 34 minutos, em cochilo da defesa leonina, Pepê recebeu boa passe e entrou cara a cara com Luan Polli, onde só teve o trabalho de deslocar Polli. Na reta final, só deu Grêmio, mas a defesa rubro-negra conseguiu segurar o grande volume tricolor. Depois de cinco jogos, enfim, vitória do Sport na Série A.

FICHA DO JOGOGrêmioVanderlei; Orejuela, Geromel, Kannemann, Cortez (Pepê); Matheus Henrique, Lucas Silva (Jean Pyerre), Thiago Neves (Isaque); Alisson e Everton; Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho
SportLuan Polli; Patric, Maidana, Adryelson, Luciano; Ronaldo, Betinho, Ricardinho, Jonatan Gomez (Lucas Mugni); Marquinhos e Elton (Leandro Barcia). Técnico: Jair Ventura
Local: Arena do GrêmioÁrbitro:  Dyorgines Jose Padovani de Andrade-ESAssistentes: Fabiano da Silva Ramires-ES e Katiuscia M Berger Mendonça-ESGols: Patric, aos 5’ do 1º T e Maidana aos 30 do 2º T(SPO); Pepê, aos 34’ do 2º T (GRE)Cartões amarelos: Lucas Silva (GRE), Luciano, Ronaldo (SPO)

PUBLICIDADE