Náutico se impõe no Sertão, bate Salgueiro e garante classificação no Pernambucano

PUBLICIDADE

Um retorno ao futebol feliz para o Náutico. Após 125 dias de paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus, os alvirrubros foram ao Sertão e venceram o Salgueiro por 2 a 1, no estádio Cornélio de Barros, garantindo assim a sua classificação para as quartas de final do Campeonato Pernambucano. Na quarta colocação, o Timbu enfrenta na próxima fase o Central, em jogo único, na Arena de Pernambuco.

A partida também marcou o reencontro do Timbu com as vitórias. Isso porque o último triunfo do Náutico havia sido no dia 4 de março, sobre o CRB, em Maceió, pela Copa do Nordeste. Competição na qual os alvirrubros agora vão buscar a classificação na quarta-feira, contra o Bahia, em Salvador.
O jogo
No retorno aos jogos, o técnico Gilmar Dal Pozzo teve que lidar com um velho problema. O grande número de desfalques da equipe, principalmente no setor defensivo. Para se ter uma ideia, dos oito zagueiros do elenco, apenas o prata da casa Carlão, de 19 anos, teve condições de entrar em campo e fazer assim a sua estreia como profissional, fazendo dupla com o volante Luanderson, improvisado no setor. Já no meio de campo, o lateral direito Bryan foi o substituto de Jean Carlos, em quarentena por estar com a Covid-19.

O alento ficou com o ataque, com o treinador alvirrubro escalando pela primeira vez o trio formado por Erick, Kieza e Thiago, que emprestado pelo Flamengo, fez a sua reestreia no Timbu. E também pelo fato do Salgueiro, já classificado às semifinais, optar por poupar seus principais atletas, mandando a campo uma equipe reserva, tendo como principal atração o veterano atacante Ciel, de 38 anos.

E dando os devidos descontos por ser a primeira partida oficial após quatro meses de inatividade, o primeiro tempo foi bastante movimentado (e equilibrado) no Cornélio de Barros. Pelo lado do Náutico, as principais ações ofensivas vinham pelo lado direito, com Thiago reforçando bem o setor. E a principal revelação alvirrubra em 2019 marcou literalmente o pé direito o seu retorno ao clube ao abrir o marcar, com um belo chute de primeira, após desvio inteligente de cabeça do também jovem Carlão, aos 13 minutos.

Porém, se por um lado Thiago conseguia desequilibrar pelo lado direito, faltava a ele companhia. Isso porque Bryan não funcionou como armador, deixando o time sem criação pelo meio. E na esquerda, Erick continuava devendo uma boa apresentação, assim como estava antes da paralisação. O que deixou Kieza isolado à frente.

Além disso, cheio de desfalques, a defesa era uma preocupação. Confirmada aos 31 minutos, com Ciel empatando, de cabeça, no meio da zaga. Com Luanderson olhando.

Segundo tempo
Apesar de ter direito a cinco modificações, Gilmar Dal Pozzo voltou com a mesma formação para o segundo tempo. No Salgueiro, seguindo a estratégia de rodar o elenco, o técnico Daniel Neri trocou os goleiros, com Lucas entrando no lugar de Sérgio.

E querendo garantir a classificação, o Náutico começou em cima. Logo aos quatro minutos, o Timbu perdeu uma boa chance de voltar a ficar a frente do placar com Carlão, se mostrando eficiente no jogo aéreo, cabeceando para defesa de Lucas. Mas a melhor chance veio aos 16, com Jhonnatan “furando” sem goleiro jogando fora o segundo gol.

Para dar mais qualidade ao passe ofensivo do Náutico (com Thiago caindo de produção), Dal Pozzo fez as duas primeiras mudanças aos 20 minutos, com Jorge Henrique e Lucas Paraíba entrando nas vagas de Jhonnatan e do apagado Bryan. E de fato, o Náutico passou a pressionar ainda mais o Salgueiro, alugando o campo de ataque. Pressão que surtiu efeito aos 33 minutos, com Jorge Henrique aproveitando toque de Thiago para, com liberdade, mandar para as redes sertanejas.
Ficha do jogo
Salgueiro 1
Sérgio (Lucas); Dadinha, Leozão, Amilton e Richard; Matheus Rosa (William Daltro), Raimundinho e Caetano (Renato); Ciel, Thomas Anderson (João Paulo) e Alison (Daniel Passira). Técnico: Daniel Neri.

Náutico 2
Jefferson; Hereda, Carlão, Luanderson e Willian Simões (Erick Daltro); Rhaldney (Djavan), Jhonnatan (Lucas Paraíba) e Bryan (Jorge Henrique); Thiago (Júnior Britez), Kieza e Erick. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Local: Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro
Árbitro: Tiago Nascimento
Assistentes: Ricardo Chianca e Marcelino Castro
Gols: Thiago, aos 13 min, e Ciel, aos 21 do 1º; Jorge Henrique, aos 33 min do 2º
Cartões amarelos: Matheus Rosa (S), Kieza (N)

PUBLICIDADE