Em busca de mais testes para volta das atividades, Santa Cruz estuda modelo de permuta

PUBLICIDADE

Após a liberação autorizada pelo Governo de Pernambuco para a volta dos treinos nos clubes a partir da próxima segunda-feira (15) a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) decidiu disponibilizar 30 testes de diagnósticos da Covid-19 para cada time do Estadual por conta do retorno das atividades e dos jogos – este ainda não tem prazo para ocorrer. No entanto, a oferta de entidade foi abaixo do esperado para o Santa Cruz. Assim, o clube vai em busca de alternativas, como pedir mais exames diagnósticos da Covid-19 para a FPF, de acordo com o presidente Constantino Júnior.

“Vamos tentar uma possibilidade de parceria, ainda que toda parceria exista custo. É difícil, mas vamos buscar e tentar até ver se existe alguma possibilidade de aumento por parte da federação”, afirmou. Na semana passada, Evandro havia reiterado que não haveria mais testes além dos 30.

Tininho avaliou também a possibilidade de permuta com consultórios do estado, em troca de patrocínio e desconto na realização da testagem – algo já cogitado pelo Sport. No caso da Cobra Coral, serão necessários de 80 a 100 exames diagnósticos, segundo o mandatário.

“Caso não seja possível a gente vai ter que se virar do nosso jeito, ter que buscar parceria, alguma situação. O que não podemos é botar em risco a vida de ninguém. Vamos quebrar a cabeça para que até lá a gente consiga esses exames”, concluiu o mandatário.

Ainda não há um prazo para o retorno das competições, mas a FPF já acenou com a ideia de reiniciar o Estadual entre os dias 28 de junho e 5 de julho. Para tal, de qualquer forma, é necessário o aval do governo do estado, dentro do plano de reabertura gradual das atividades que Pernambuco vem sendo submetido desde 1º de junho.

DO SUPER ESPORTES PE

PUBLICIDADE