Sport sugere liberar público nos jogos para torcedores com resultado negativo da Covid-19

PUBLICIDADE

Com o retorno aos treinamentos liberados a partir do dia 15 de junho em Pernambuco, o próximo passo é a volta aos jogos, que ainda não têm uma autorização para serem realizados. Porém, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, já admitiu chance de ocorrer no dia 28 de junho ou 5 de julho. Em todo caso, em meio à pandemia do coronavírus, a presença de público, no entanto, parece distante. Não, contudo, se depender do presidente do Sport, Milton Bivar.

Em entrevista à Rádio Transamérica, o mandatário rubro-negro revelou estar com uma ideia para viabilizar a presença da torcida nos estádios. Bivar defende que os torcedores que portarem resultados negativos da Covid-19 possam ter acesso às dependências dos estádios em dias de jogos, que funcionariam com a capacidade de ingressos reduzido. Para isso, alertou, é necessário uma operação conjunta entre as secretarias de saúde.

“Não sei se é factível ou não. Para alguns poderá ser e para outros não. Qual a minha ideia? É a gente bolar, juntamente com a secretaria de saúde de todos os estados, quem apresentar o exame negativo do coronavírus (entra no estádio). Isso vai ajudar inclusive a gente a mapear e aumentar substancialmente a quantidade de pessoas testadas. Vamos testar. Deu negativo, compra o ingresso. Vai haver fraude? Vai. Mas e daí? Problema de cada um”, afirmou o presidente.

É bom destacar que existem dois tipos de testes diagnósticos do novo coronavírus. Um que aponta a presença de anticorpos, ou seja, a pessoa foi afetada pelo vírus e está curada e, assim, não tem mais chance de se contagiar com a doença. E outro que atesta apenas se a pessoa está ou não infectada, sem levar em conta a presença de anticorpos. Ou seja, nesse caso, na hipótese de uma pessoa ser testada com o resultado negativo, ainda corre o risco de ser infectado pelo vírus.

Milton Bivar também abordou a necessidade de distanciamento nas arquibancadas entre os torcedores. “A questão do distanciamento, os estádios não estarão lotados. Quem tem um estádio de 30 mil, põe 10 mil (ingressos à venda), põe 5 mil. Não vão estar perdendo, vão estar ganhando. Vamos respeitar o distanciamento, uso obrigatório de máscaras. Vamos colocar nas bilheterias e entradas o álcool gel. E vamos utilizar as medidas de segurança. Por isso eu digo que tem que estar alinhado a secretaria de saúde”, seguiu.

“Acho que isso seria uma boa para gente não perder de todo essa arrecadação proveniente de sócios. Porque todo mundo vai correr para fazer o exame, pagar R$ 100 reais, e vai gastar R$ 30, R$ 40 para pagar o ingresso”, completou, unindo as duas ideias.

Em Pernambuco, apesar da abertura gradativa das atividades e liberação para treinos, os números do coronavírus seguem alto. De acordo com o último boletim, divulgado nesta quarta-feira, o estado registrou 955 casos e 79 mortes. No total, são 36.463 ocorrências e e 3.012 óbitos.

Por fim, Bivar revelou que esteve contaminado pela Covid-19. “Vai aparecer uma série de detalhes, que eu acho que não vai de encontro a colocar em prática isso. Aqui em Pernambuco, já falei com o pessoal, estou levando essa ideia amanhã. Seria uma coisa muito lógica. Qual o problema? Quem está dentro do estádio já foi testado. Não tem nada, não tem problema nenhum, está negativo”, finalizou.

DO SUPER ESPORTES PE

PUBLICIDADE