Cruzeiro começará Série B com menos 6 pontos por conta de dívida com time dos Emirados Árabes

PUBLICIDADE

A crise no Cruzeiro ganhou novo capítulo na noite da terça-feira, quando o clube recebeu a notícia que iniciará a disputa da Série B do Brasileiro com saldo negativo de seis pontos. A Fifa enviou comunicado para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre a situação da Raposa, que iniciará na lanterna por conta de uma dívida com o Al-Wahda, dos Emirados Árabes Unidos.

O Cruzeiro tem agora cinco meses para pagar o valor de R$ 5 milhões pelo empréstimo do volante Denilson, que firmou contrato em 2016. Em comunicado, o clube brasileiro reconhece a dívida e esclarece a negociação.

“O Cruzeiro Esporte Clube segue trabalhando firmemente para evitar as consequências do não pagamento ao Al-Whada de mais de 5 milhões da dívida pelo empréstimo do volante Denilson, contratado em 2016. O prazo venceu nesta segunda-feira, 18. E por causa deste processo, que não cabe mais recursos na Fifa, o clube celeste pode sofrer a punição de seis pontos na Série B do Campeonato Brasileiro. No entanto, a direção do Clube ainda não recebeu nenhuma comunicação oficial, e o Cruzeiro está finalizando a negociação com o clube dos Emirados Árabes”, diz trecho da nota.

Em caso de nova inadimplência, o Cruzeiro pode ser excluído da Segundona e, consequentemente, rebaixado para a Série C.

PUBLICIDADE